quinta-feira, setembro 14, 2006

11 de Setembro

Todas as provas isentas parecem apontar para a tese segundo a qual o 11 de Setembro terá sido um ataque orquestrado pelo próprio governo americano. Na última das hipóteses, teriam tido pelo menos conhecimento antecipado dos planos para fazer embater os aviões nas torres. Ponto assente parece ser a evidência de que não há vestígios alguns que provem que um avião caíu no Pentágono, ou que outro se despenhou na Pensilvânia. A mim pessoalmente, dada a informação que fui recolhendo sobre a história dos Neo-Cons (vejam "The Power of Nightmares") não me surpreende minímamente, porque o "medo" sempre foi o ponto central da estratégia. A minha questão é saber se os europeus participaram nisto directamente, e qual será, no meio de tudo isto, o papel dos Berinbergs (entre os quais se encontram alguns dos nossos mais famosos políticos portugueses), embora seja quase certo que estão todos envolvidos de uma forma ou de outra (sempre a cassete da luta contra o Terrorismo, e já sem falar dos verdadeiros voos da morte que levam desgraçados para as prisões de tortura). O mundo está definitivamente mais seguro, com estes gajos a puxarem todos os cordelinhos...


Mas se quiserem tirar as vossas dúvidas, vejam o documentário Loose Change que alguém conseguiu meter a passar no canal 1 (encoberto no meio da tradicional propaganda sensacionalista), e que deixou o Pacheco Pereira à beira de um ataque de nervos, e a afirmar na mesma televisão pública que este filme deveria ter sido censurado,para logo a seguir exigir a cabeça do "ousado inergúmeno"... Quanto à tão anunciada "restrição" dos direitos adquiridos, o tal peixeiro pereira não se importa, porque isso nos trará, claro está, mais segurança. No mundo assim, sinto-me realmente livre e protegido...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial