domingo, fevereiro 05, 2006

Os EDUKADORES



E para terminar, embora não seja meu hábito falar aqui de filmes (parece que hoje se abriu um precendente), finalizo com aquele que para mim foi o melhor filme de 2005 (visto por mim em 2005), e um dos meus favoritos de sempre. Estou a falar dos EDUKADORES, um filme que recarregou energias e convicções, numa altura em que muito se critica e põe em causa o idealismo de uma sociedade mais justa. Este filme tem a capacidade de não só reforçar esses valores, mas também é um forte incitamento à não conformação, e a novas formas de acção directa. A submissão e a desistência não é uma fatalidade, é uma opção. Há sempre mais do que uma alternativa. Tudo o resto é a velha desculpa...



Um filme, atrever-me-ia a dizer, perfeito. mais do que uma crítica ao sistema económico e social dos nossos dias, o filme crítica o egoísmo da raça humana em geral, e em particular aqueles que são muito idealistas e revolucionários quando lhes convém, mas que depois se acomodam e são os piores da escumalha. Não critico a ignorância de quem nunca esteve "deste lado", mas não poderia desculpar nunca uma atitude como a daquele magnata. O filme é muito acutilante nesse sentido. É uma verdadeira lição de moral. Os heróis conseguem escapar, e pode-se dizer até que conseguem mesmo vencer Golias. Além do mais, retrata um triângulo amoroso. Não é de todo inusual acontecerem situações deste tipo, mas o importante a reter, é que no final a amizade consegue sobrepôr-se aos conflitos e questões de honra. O sentimento é humano, e não há regra que o consiga anular. O desfecho final é surpreendemente. Um filme que ficará para sempre na minha memória...

´

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial