domingo, fevereiro 05, 2006

Dr. STRANGELOVE

Esta semana vi também, do mestre Kubrick, Dr. STRANGELOVE, um olhar crítico sobre os programas atómicos dos Estados Unidos e Ex-União Soviética. Curisoamente, o filme mantém-se bastante actual. Basta ver que o único país que até hoje cometeu a atrocidade de ter usado este tipo de arma, é o juíz moral para decidir quem é que pode ou não pode possuír tal poder, como se pode facilmente perceber pelas polémicas com o Irão e Coreia do Norte, e anteriormente com o Iraque. A história repetir-se-à? Um filme a (re)ver por todos aqueles que acham que a questão nuclear ficou resolvida com o final da guerra fria...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial