sexta-feira, maio 13, 2005

Fora daqui, seus abutres selvagens que se alimentam cobardemente dos despojos das almas embriagadas e cegamente envolvidas na sua busca introspectiva pessoal, para se sentirem um pouquinho melhor na vossa própria pele de miseráveis. Se continuam a vir até aqui, e pior, se ousam interpretar e tirar conclusões das palavras tecidas ao abrigo da maior abrangência de subjectividade que é permitida neste mundo, posso então também eu concluir que o verdadeiro louco não sou eu... Serão sim, vocês. E agora desapareçam, que este espaço é meu, pertence-me, e aqui faço, digo e escrevo aquilo que quiser. Fodam-se todos! Agora sim, podem interpretar isto... directamente e sem rodeios: desapareçam para sempre, seus frustradozinhos de merda que apesar de nunca terem ousado enfrentar o vosso reflexo num espelho, pensam poder julgar algo que nunca conseguiram admitir em vós próprios.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial