sexta-feira, maio 09, 2014

Assunto Encerrado - Fase do Ódio

Lúcia, sempre esta merda na minha cabeça. E merda é uma boa palavra. Como me pude eu apaixonar por uma pessoa que é uma merda, que não tem espinha dorsal, que não tem vontade própria, que casa por dinheiro e conveniência em vez de optar pelo grande amor da vida dela?
Todos os dias pensava nela. E para quê? E porquê? Que merda de fascínio ou paixão, amor, obsessão, seja lá o que for, posso eu sentir por uma merda de pessoa que se vende por conveniência, que não tem coragem de abandonar tudo e viver o seu grande amor? Tenho de me mentalizar que um mulher que faz isto não presta, não vale nada, não tem princípios, não tem ideiais, não tem coragem, não tem criatividade, não tem imaginação, não tem sangue na guelra, não tem vida, não merece um segundo do meu pensamento ou da minha preocupação, e só pode parir abaixo de zero. É merda! Morra a Lúcia no meu pensamento, morra pim! Porque eu apenas tenho de a expulsar da minha cabeça de vez.
Pelo menos tenho a minha consciência tranquila. Pena que tenha abandonado uma Mulher (que contrastava com esta criança em tudo) por causa desta cobarde e traidora, que já me tinha feito isto pelo menos umas três vezes. Que estava eu a pensar? Que desta vez seria diferente? Porque me fui eu meter nisto? É certo que os primeiro meses foram bons, mas depois percebi o que estava para acontecer. Aquela falta de desejo e de sexo, aquele fechamento e indisponibilidade, o facto de manter as fotos do ex e o nome do PC, a choradeira quando chegava da casa da mãe, tudo isto me fez adivinhar o que se estava a passar. E vou-me sentir culpado por me ter desinteressado também e me ter entretido a jogar no PC à espera que ela se decidisse? Não. A culpa não foi minha, eu teria abdicado de tudo e teria ido até ao fim, que foi o que sempre tentei fazer. Esta idiota não me merece, não merece absolutamente nada de mim, uma pessoa que faz tudo o que esta atrasada já me fez, que me troca por outro não sei quantas vezes ao longo de 10 anos e sem nunca optar por mim, é porque nunca me amou, é porque nunca gostou de mim. Já é tempo de ser racional e lógico. Se ela me amasse nunca me teria trocado por outro, e mesmo que o fizesse, teria percebido e emendado o erro. Mesmo hoje, se gostasse de mim não conseguiria abafar a sua consciência (se é que tem alguma), não conseguiria deixar de me responder, de me tentar contactar, tentaria voltar para mim, tal como eu fiz. Assim é, certamente. Porque se ela sentisse aquilo que eu sinto, não conseguiria ter paz, por muitos valiums que mandasse por aqueles cornos descerebrados abaixo naquela vidinha com cheiro a mofo. Esta estúpida de merda não merece nada. Não presta. Não vale nada, nem como pessoa, nem como amiga, nem como nada. É merda. Todas as suas decisões são merda. Todo o seu pensamento é merda. Toda a sua lógica é merda. Todo o meu amor por ela se transformou em ódio. E portanto, este assunto está morto e enterrado. Uma pessoa assim não merece ser amada. Resta aceitar e esperar que chegue a fase da indiferença.

Uma pessoa que se casa por dinheiro e conveniência é simplesmente uma puta.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial