terça-feira, novembro 14, 2006

Fiz Merda...

Estou apaixonado por Laura. Perdidamente apaixonado. Já não sabia o que era sentir-me assim e sinceramente pensava que nunca mais voltaria a poder sentir o prazer do amor, da inocência, da felicidade. Os últimos dias, ou melhor dizendo, a última semana passei-a em casa dela. E tudo é lindo...

E seria. Não fora a minha desconfiança e o meu egoísmo. Bastou Laura negar-me uma noite em sua casa e deixar-me pendurado à espera de um telefonema (porque a sua colega de quarto tinha tripado com ela por eu estar sempre lá) para eu voltar à minha vida de vadiagem. Embebedei-me, fui para a casa dionisíaca onde bebemos cerveja até às 5 da manhã, e depois fui para a discoteca rock onde me abracei a uma gaja que acabei por comer na rua. Como a beijei à frente de amigos comuns tive que lhe contar que tinha beijado a gaja (um antigo desejo de outros tempos). Embora não me salvasse do amargo de estômago, preferiria que ninguém tivesse visto para não ter de lhe contar. Agora Laura está triste comigo e com razão. Estraguei tudo e já nada trará aquela inocência de volta. Aprendi a minha lição. Não voltarei a trair por dá cá aquela palha. Estou-me a transfigurar e não é um processo que se faça num dia. Não sei se para melhor se para pior. Mas pelo menos que sirva para não voltar a magoar as pessoas de quem gosto.

Pior pior. só mesmo se tivesse chegado a ir com a rapariga para a cama, coisa que só não aconteceu porque ela tinha que fazer não sei o quê nessa manhã e eu também não insisti muito...

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

oi,desde a tempos tenho visto o teu blog.já agora não poderia deixar de te dar os parabens pela tua escrita...no entanto faz-me confusão a forma como descreves a tua intimidade.No meu ponto de vista uma pessoa apaixonada não utiliza"...Foda..." ; "...Foder..."quando há sentimentos envolvidos...

quinta nov 16, 10:24:00 da tarde 2006  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial