segunda-feira, novembro 06, 2006

CET OBSCUR OBJECT DU DÉSIR ***



Já tinha visto há alguns anos. O último de Bunuel. Não é um filme extraordinário, mas consegue-nos prender a atenção do princípio ao fim. Nunca chegamos mesmo a saber o que se passa na cabeça de Conchita, mas não temos dúvidas nenhumas de que Mathieu está perdidamente apaixonado e que iria até ao fim do mundo para saciar o seu maior desejo. Há também aqui uma forte crítica social contrastante entre os dois actores. Ele é um burguês podre de rico. Ela é extremamente pobre. Há outra curiosidade. Conchita é representada por duas actrizes diferentes, talvez para marcar a diferença de personalidade (eu nem dei por nada). Há uma mensagem subliminar que parece dizer que o maor não se compra, como ele aliás tenta fazer. Os atentados que vão cercando Mathieu também podem ser interpretados como um obscuro objecto de desejo... Ver aqui.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial