sábado, março 04, 2006

Fotos Perdidas

Enquanto caminhava no universo das palavras ao acaso, tropecei uma vez mais na presença dela. Uma inusitada revelação a descoberto, em contexto normal, a respeito de uma amizade chegada. Foi por mero descuido, que não me consegui livrar de uma noite passada a congeminar ilusões, numa desesperante busca de sensações que a descoberta do encoberto nunca poderia trazer, mas ali, à distância de uma amaldiçoada fotografia da era digital, tudo parecia verdade novamente... Os zooms maleáveis entravam concentrados na retina, disparando flashbacks sucessivos de pura agonia devaneatória. A imagem ressuscitada e vivamente entranhada no imaginário, despertava em mim convulsões e descargas repetidas de serotonina. Recorro a elas sempre que me apetece e sem receios nem preparações de nada que seja real... Porque me deixa todo o corpo e pensamento dormente, pensei que não seria nada de mais chamar-lhe.., amor...

(mas não, não posso continuar a olhar para elas... Em breve terei de destruí-las.)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial