sexta-feira, dezembro 11, 2015

O equívoco

Foi preciso esperar quase 5 anos para chegar a uma simples conclusão. A decisão que tomei foi um gigantesco erro à escala existencial. Deixei Joana, uma mulher que correspondia ao meu ideal e que me amava, por causa da imagem de uma mulher que não existia, que eu idealizava na minha cabeça, mas que não tinha tradução na realidade, na pessoa concreta em que pensava. Esta frase simples é a chave da conclusão necessária para compreender todos os meus problemas amorosos e a causa do profundo sofrimento  pelo qual passei desnecessariamente nestes últimos anos. Um tremendo equívoco. E agora? 

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial