sábado, novembro 21, 2015

Total Failure

Parece que fui atropelado por um camião, atingido por um relâmpago. Nunca pensei que isto me fosse custar tanto. Mas os últimos anos deram-me um pequenos vislumbre. Parece que estou de volta aquela merda daquele quarto, a ouvir the Sound e Comsat Angels, com um cheiro intenso a substância atordoante, a sentir-me um falhado em todas as dimensões, e a ter vontade de chorar sem sair nada, sem esperança de que nada vá melhorar, pelo contrário. Até conseguia compreender porque o Adrian Borland escrevia aqueles letras, só não entendia porque é que ele se tinha matado. Porque não haveria de voltar a sentir-me assim, afinal a depressão continua cá e os motivos também... É o que dá fazer tudo ao contrário do que manda a razão... Espero que desta seja de vez. E que passe rápido... Porque é que eu me fui meter nisto, desde início, quando todo o meu ser se lhe recusava? Talvez  já previsse intuitivamente este desfecho. Queria apagar tudo da minha memória neste instante. Sinto raiva. Raiva comigo próprio por ter sido tão estúpido. Porque parei eu no tempo? Triste idiota!





0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial