sexta-feira, fevereiro 18, 2005

Por esta hora da madrugada, já não se vê ninguém Percorro lentamente, com os livros debaixo do braço, o caminho que me trará de volta a casa. A noite que era para ser caseira, depois musical, depois de copos e cigarros, acabou no final por ser uma noite de estudo. Já não aguentava mais estar fechado em casa. Mas toda esta agitação frenética da noite, também já me dá náuseas. Isolei-me numa biblioteca, e finalmente consegui-me concentrar. Compreendo agora. Paira uma aura diferente na cidade por estes dias. Consigo senti-la… Pelo caminho, não resisto mais uma vez. Amanhã vai ser um grande dia. Quero-me levantar, e sair de casa para apanhar sol. Depois das 16 dizem que os raios ultravioletas não são nocivos… É uma boa hora para voltar à normalidade..

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial