domingo, agosto 04, 2013

Balanço de 2012

Nao gosto de fazer balanços. Por isso adiei este texto tanto tempo. Vou tentar que seja rápido.

Andava com morena, se é que se podia chamar aquilo uma relação. Desde os primeiros tempos que a nossa cena era fodermos depois de eu sair do trabalho e dormirmos juntos duas noites por semana. Era raro estarmos juntos sem ser na cama, tirando os pequenos almoços de domingo a meio da tarde. Ela era  bonita e atraente, tinha as formas e as feições de uma mulher deslumbrante, e na cama era perfeito, mas eu estava todo fodido, e fodido continuo. Estava farto dela. Queria-me controlar. Não a amava antes, nem consegui amá-la depois.

Com umas reviravoltas esquisitas contactei a antiga e ela acedeu. Se era para ter uma relação a sério que fosse com a mulher com quem tinha tido mais intimidade e intensidade. Estivémos juntos quatro meses, sem ninguém saber. Os primeiros dois meses foram fantásticos, eu tinha deixado uma relação de um ano e ela uma de seis. Os últimos dois meses ela parecia estranha, fria, distante. Deixou de querer foder, depois de falar, depois mandou-me embora e não quis voltar a falar comigo. Pelo meio consegui perceber que a sua condição de pequeno-burguesa atrapalhava. A mãe só queria que ela voltasse para o ex-namorado pequeno-burguês com quem dizia que não fodia, ou então não sei. Que tenha filhos netos rapidamente... Lá se foi aquele sexo fantástico e aquela maneira divinal de nos comermos... E ela era bonita e tinha potencial. Mas não aguentava a pressão. Apesar de tudo ainda penso nela, e nem o facto de saber que ela é neurótica varrida me consegue confortar. Talvez se ela tivesse aguentado aquilo tivesse resultado. Como sempre. Mas ela é louca, tenho pena, mas não quis mais. Vou ter saudades da companhia.

No final sinto-me triste. As únicas mulheres que me interessavam eram psicóticas ou  neuróticas. Entre umas e outras venha o diabo e escolha. Mesmo quando não me quero apegar a ninguém e ser livre, dói..

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial