terça-feira, novembro 11, 2014

Um dia miserável

Tento, continuo a tentar, penso fazer tudo da melhor forma possível, só que depois nada corre nunca de acordo com o planeado. Foi um dia muito triste, uma dia surreal, um dia miserável. Foram anos desperdiçados, o amor perdido para sempre. Sem volta a dar. Nunca pensei que a minha vida pudesse ser tão má, nem nas minhas piores previsões. Sofro tanto, mas tanto, que cada dia é um sacrifício imenso só para tentar chegar ao fim. Depois vem a noite, a culpa, o remorso, as voltas na cama, a tormenta. Apetece-me chorar e nada sai. Estou a morrer aos poucos a cada dia que passa. Às vezes penso se não seria melhor acelerar o processo. A minha vida não faz sentido. Sou muito para lá de infeliz e já não há tempo para o destino me trazer aquilo com que sempre sonhei. Há que admitir a derrota. Mas a ansiedade... Não aguento a dor da ansiedade... Quanto tempo falta?




0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial