sexta-feira, novembro 04, 2005

És cruel
porque não desapareces

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial