quinta-feira, janeiro 06, 2005

Dia diferente

Levantei-me tarde, mas acordei rejuvenescido... As muitas horas de sono em claro da madrugada anterior haviam permitido pôr o pensamento em dia. Saí do quarto. Um ambiente tranquilo e adaptado à fútil normalidade das coisas. Respirava-se paz, apesar do frio do inverno. Não há aquecimento central em casa. É muito caro, e provoca constipações, devido ao choque violento de temperaturas. Com demasiados artificialismos na vida moderna, deve-se evitar o excesso de comodismo porque provoca estagnação. Tomei um pequeno-almoço rápido. Depois vesti um agasalho quente e saí à rua. Fui para o trabalho. Há dias assim, aparentemente banais. Cheguei a casa. Não liguei o computador, e descansei um pouco. Na vida temos dias belos. Não há dias iguais.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial